quarta-feira, 4 de abril de 2012

Entrevista na Barca Para Avalon

Entrevista na Barca Para Avalon


A experiência com comunidades do Orkut me renderam verdadeiros tesouros de inestimável valor sentimental. Alguns anos de convivência quase diárias com pessoas que embora não conheça fisicamente, muitos através de avátares, já fazem parte dos amigos muito queridos. E da mesma forma como chegam, também partem, as vezes para sempre, como o foi com a Jacira. Se soubéssemos onde estão as curvas da vida, certamente que aproveitaríamos bem mais os nossos momentos juntos!
Sempre tão generosa, iluminada, serena e carinhosa, Jacira passou por nós e se foi. Se foi feito um passarinho que voa para longe de nossos olhos. Deixou -nos saudosos e gratos por termos privado de sua companhia, mesmo que virtual. Hoje apenas podemos recordá-la, relendo seus post, seus scraps cujas mensagens são como lâmpadas que iluminam nossa alma.
Minha gratidão eterna querida "Cira"!


Registrar esses momentos sempre foi uma idéa.
E onde melhor lugar para fazer isto, que num blog?
Assim, abro este espaço com esses momentos inesqueciveis vivenciados na Comunidade "Barca para Avalon" Onde estão reunidas um pequeno grupo de mentes seltas do mundo virtual , formado por pessoas comuns, cheias de sentimentos nobres, que o mundo ainda não conhece.








Obrigada meus amigos embarcados!
Eu amo voces!
















***********************************************


AO que faria para melhorar o mundo?


Tornar-me melhor a cada ação.


Qual seria a primeira coisa que faria para está melhora!?


Corrigir-me.


abçs.


*
09/12/08
ChicoPete-
Euniceeeee....tá emparedada, então fala aí...
UMA EMOÇÃO


UMA ALEGRIA


UMA TRISTEZA


UMA DECEPÇÃO


UMA ESPERANÇA


No que ou em quem você deposita a tua fé ?


Beijos carinhosos no teu coração.
09/12/08


Mamuska
Chico Pete velho amigo! então vamolá!
UMA EMOÇÃO- O nascimento de uma criança.Tem coisa mailinda? Teinão!


UMA ALEGRIA- Manhã de sol


UMA TRISTEZA- Despedida.


UMA DECEPÇÃO-Falcidade,traição


UMA ESPERANÇA-Humanidade pacificada!


No que ou em quem você deposita a tua fé ? No AMOR MAIOR(Tenha o nome que tiver)


Beijos carinhosos no teu coração.
Pra tu também!


09/12/08
ChicoPete-
Eunice....eu não sei por que....
Olho a tua foto, e me dá uma sensação de Paz...Serenidade...Amor...


Mamãe Oxum é Energia. Mas se fosse gente, seria você.
10/12/08
Luma Elora
Olá Eunice.....
Tenha hoje um dia muito abençoado...






Nessa época de Natal, o que tu achas de tudo, tu entra na onda...ou seja, como é teu Natal em família....eles, os familiares, acompamham teus sentimentos e emoções? Tu sentes a vibração mágica dessa época?


Quais tuas formas de lazer....tens esses momentos sagrados ou como muitos estás escrava do Sr, Tempo, rsrsrsrsrrsrsrs


És mãe...nos fala da mãe Eunice....ou da vovó....não sei.....


Que livro leste que marcou teu coração?


Um filme....


Uma música.....


Gosta de música? quais os prediletos....


O que assistes na TV?


Gostas de artesanato? Faz alguma coisa nesse sentido....


Afeeeeeeeeeee vou deixar tu cansadinha,kkkkkkkkkkkkkkkkkk


Beijão...


Bençãos dos Antigos!


10/12/08
Mamuska
ChicoPete meu querido!
Eunice....eu não sei por que....
Olho a tua foto, e me dá uma sensação de Paz...Serenidade...Amor...(Meu querido, aprendi que é a luz quem dá contorno e colorido aos objetos que visualizamos; Que quando criticamos algo em alguém estamos intrissecamente criticando aquilo em nós mesmos, refletidos no outro, pelo mesmo raciocínio, quando somos elogiados, estamos refletindo o que de bom há nos nossos amigos; Daí a sábia expressão: São vossos olhos.)




Mamãe Oxum é Energia. Mas se fosse gente, seria você(Isso é lisonjeiro e generosidade de sua parte, mas com meus antepassados das florestas brasileiras, somados a descendencia africana, estou mais para uma cabocla velha mesmo.rsrs. Na verdade estava em paz nesta hora.


10/12/08
B A T U I R A
Eunice
Você é espirita.


Poderia nos dizer porque a doutrina espirita não é tanto divulgada.


Falta o que no meio espirita para a sua divulgação ? Dinheiro?


Emmanuel falou que a MAIOR caridade que se faz com a doutrina espirita é a sua


divulgação, e vemos ela somente nos centros e nada mais.




Como você vê outras religiões combatendo através de TV, Jornais e Revistas a


Doutrina Espirita.


Paz e Luz - Grato




10/12/08
Mamuska
Luma Elora
Tenha hoje um dia muito abençoado...


_ O mesmo pra voce multiplicado!


Nessa época de Natal, o que tu achas de tudo, tu entra na onda...ou seja, como é teu Natal em família....eles, os familiares, acompamham teus sentimentos e emoções? Tu sentes a vibração mágica dessa época?
_Apesar de pensar seriamente que a ambiencia natalina deveria ser uma realidade do ano inteiro, entro no clima sim. Com meu trabalho voluntário em comunidades carentes, acabo envolvendo toda a família e é aí que acontece nossa festa, são os melhores momentos, melhores sentimentos maiores emoções. No final ao avaliarmos sempre somamos relatos de vibraçoes maravilhosas que foram sentidas por todos. Na ceia familiar, é o momento de agradecer; pela vida, pela presença dos anciães que ainda nos acompanham na jornada terrena e os que já partiram, pelos que chegaram ou estão a caminho; e tudo o mais das inúmeras bençãos com que somos brindados dioturnamente, muitas vezes até sem nos darmos conta. Então é sim momentos mágicos.


Quais tuas formas de lazer....tens esses momentos sagrados ou como muitos estás escrava do Sr, Tempo, rsrsrsrsrrsrsrs
_Já corri muito, fui escrava do tempo; Mas hoje quem o escraviza sou eu; rsrs!
Reservo momentos especiais para descanço, meditação, leitura, (sou traça de biblioteca, rsrs), jogar conversa fora com familiares olhando o céu, a lua,natureza, enfim; curtir lezeiraa sem contar com o tempo.


És mãe...nos fala da mãe Eunice....ou da vovó....não sei.....


_Mãe de tres biológicos e um montão do coração; Acho que sou razoável, tento me adequar ao tempo, onde a tecnologia globalizou até as famílias, mas esqueceram de construir 'controle remoto' para as 'crioncinhas' rsrs. Mas eles são generosos e não me dão trabalho. Somos uma família de felizes.


Que livro leste que marcou teu coração?
_Escolher um livro é difícil; vários me marcaram o coração em épocas diferentes.Leitura é alimento necessário para mim.


10/12/08
Mamuska
Um filme....Sou meia lesa com nomes e datas, se forçar vou ficar assim: tem aquele....com aquele ator.....rsrs nunca me lembro. Mas gosto de filmes romanticos, inteligencia policiais que buscam as causas, refazem toda a caminhada até chegar no crime(esses mostram como o ser humano caminha para tragédias dolorosas), estórias infantis(desenhos), e natureza(bichos).


Uma música.....
Sou apaixonada por clássica, eruditas, e o samba. Já fui coralista e cruner. hoje só no chuveiro rsrsr(se a casa estiver vazia).




O que assistes na TV? Só pra informação. Não tenho paciencia paara programas de TV.


Gostas de artesanato? Faz alguma coisa nesse sentido....
Sempre tive uma veia de artesã, já sobrevive com ele, já me diverti com artesanato, até que fundei um grupo de mulheres artesãs na comunidade onde atuava como voluntária.


Não me cansou ,não querida foi um prazer. É interessante a sensação de se olhar para os outros, normalmente não fazemos isto.






Beijão...


Bençãos dos Antigos!


Gostei. Meus antigos diriam assim:" Deus te abençõe fiinha de Nosso Senhô!"


Deus abençõe a todos nós!




10/12/08
Mamuska
Querido Batuira!
Sim sou Espírita.
Espíritas são tímidos ainda hoje. Lembro-me que em criança, tinha que ocultar ser espírita na escola, pois tínhamos que declarar opção religiosa no ato da matrícula, e era orientada pelo meu pai a declarar-me de família católica, para não receber represálha; já era difícil ser uma negrinha, e espírita a coisa ficaria bem pior. Quando na idade da rebeldia, resolvi assumir, tinha que ficar fora da sala de aula, sem nada pra fazer durante as aulas de religião. No ano seguinte,rsrs, noutra escola retornei a primeira escolha e tive que enfrentar um padre na primeira comunhão, tudo ia muito bem até que me obrigaram a confessar e aí a coisa desandou; briguei com o padre e tive que mudar de colégio novamente, por ter feito a tal comunhão e vejam que eram escolas públicas! . Até hoje, sinto os Espíritas tímidos e se ocultando, ou omitindo sua escolha. Mas também vejo isso mudando principalmente por causa da grande propaganda que é feita pelos irmãos de outras concepções. O efeito tem sido contrário. Minha cidade tem muitas instituições Espíritas e já contamos com um trabalho excepcional realizado pelas faculdades de medicina local, que vem mantendo um trabalho paralelo enviando-nos pacientes da psiquiatria para tratamentos espirituais, com o objetivo de reequilibrar aqueles que recebem alta hospitalar mas ainda não estão de todo equilibrado. Temos por exemplo, alunos que ficaram conosco esse ano e decidiram montar seu TCC, em cima desse trabalho. Mas também vejo este milénio como fundamental na espiritualização do homem, e o fato das igrejas evangélicas terem aberto campo para experiencias mediúnicas , mesmo que rudimentares, representa caminho aberto para novas buscas conscientes dos verdadeiros conhecimentos fundamentados na Codificação Kardequiana. Nada mais forte que uma idéia, cujo tempo haja chegado. Mas muitos que se dizem Espíritas ainda continuam em cima do muro, que diga-se de passagem é posição vulnerável.




10/12/08
Mamuska
O que falta para divulgação?
Comprometimento sincero! Disciplina no estudar, mas estudo com as mentes abertas, sem pré-conceitos.
_A pouco ví uma pessoa com bom potencial, desistir de um grupo, simplesmente por ser o estudo obrigatório. Ela até que tentou, mas ficava durante os estudos com cara de 'paisagem' e quando era solicitada a interagir, estava fora do tema, não tinha entendido nada, até que num surto, declarou que aquilo não era necessário, pois o tempo que 'perdíamos' com livros poderíamos estar ajudando pessoas necessitadas. Preferiu deixar o grupo emigrou para um afim.
E desses tem aos montes, não vingam.
Sem o conhecimento, como compreender o real papel da Doutrina na humanidade, ou nosso compromisso assumido com ela perante o Divino Mestre, quando ainda na Pátria Espiritual?
Como divulgar de forma coerente, se ainda nos apegamos a letra que mata, achando que só o fato de conhecer mediocremente o pentateuco Kardequiano, podemos nos arvorar proprietários do adjetivo Espírita e Cristão, se ainda nem apredenmos a tolerar os irmãos de outras escolhas?
Ser Espírita Cristão é Sobretudo exercitar o Amor Fraterno incondicionalmete, ser tolerante com os que ainda caminham na nossa retaguarda, respeitar seus momentos, como o próprio Cristo respeita, é seguir JESUS de fato. Isso é difícil, mas fazendo é que se aprende!
Não basta fazer belos discurso e não exemplificá-los.
Temos muitos vestindo a camisa sim, mas do aveso. rsrs!


Quanto aos combatentes, eles são a meu ver inócuos. Na verdade são fogueiras de São Bartolomeu, pois a curiosidade humana é algo irrefreável, e leva os ditos contraditores a buscar na leitura, conhecimentos, pra depois tentar difamar, mas não percebem que com essa atitude, absorveram conhecimentos primordiais na sua espiritualização; assim, na próxima reencarnação serão eles a defender-se dos detratores de amanhã. rsrs.


Propaganda con efeito reverso.


Quem pode afirmar que nós ontem não ocupamos esses mesmos lugares?


Um abraço amigo!




10/12/08
Rita ॐ
Eunice... em sua resposta ao Batuira escreveu que:


"...Mas também vejo este milénio como fundamental na espiritualização do homem, e o fato das igrejas evangélicas terem aberto campo para experiencias mediúnicas , mesmo que rudimentares, representa caminho aberto para novas buscas conscientes dos verdadeiros conhecimentos fundamentados na Codificação Kardequiana."
.
.


Poderia por favor falar mais sobre isso?
Você acha relamente que os Evangélicos poderão um dia buscar e ler Kardec?




10/12/08
Mamuska
Já fazem isso, veja:
Quando um jovem estuda teologia, dentre suas matérias estão inclusas todas as obras do pentateuco Kardequiano, isso tanto na formação dos evangélicos, quanto na dos católicos, é matéria obrigatória, como sei disso? Tenho uma irmã formada em teologia e que se formou missionária estando engajada na Missão Índios do Brasil, e seus livros foram herdados por mim no final do curso e ela me explicou o porque. Quanto aos católicos tenho um jovem católico que me procurou para tirar algumas dúvidas e me relatou o porque. Bom, fora isso, é fácil de perceber aqui mesmo nas comunidades, quantos se dão ao trabalho de ler Kardec para poderem refutar, com conhecimento de causa. Assim, eles leem Kardec muito mais que muitos 'espíritas' , agora o diferencial está nas formas intencionais e interpretativas. Eu também fiz a mesma coisa com respeito ao Velho Testamento, e não me arrependi. Aindo o faço sempre que quero entender algo meio nebuloso ou cabuloso apresentados por eles.
O importante é que de tanto ler para debater,condenar, criticar, vão absorvendo seus conteúdo, e como sabemos que o saber não ocupa espaço e quem aprende é o Espírito....




10/12/08
Mamuska
Veja esse pequeno relato
Eu mesmo acreditava em todas essas coisas por ter essa “logica” cravada em minha mente.Mas comecei a me questionar.Como posso falar e fazer afirmações e dizer que conheço algo que de fato não conheço?Pra conhecer e preciso mais que informações alheias é preciso ir atrás do conhecimento para depois tirar as próprias conclusões.E foi o que fiz e é onde entra a confirmação de todas as coisas que falei e das que tinha certa desconfiança.e a descoberta das mentiras deslavadas das igrejas ou da falta de conhecimento.


Resolvi ir em um centro, mas já fui armado porque imagina as coisas que iria encontrar, pois já tinha aquela idéia concebida que é o que eu “conhecia” o que a igreja passa.Entrei e confesso que em lugar algum senti uma energia tão leve e boa,aquilo por si só já quebrou minhas pernas porque esperava encontrar um ambiente todo carregado energeticamente.
Ao longo do desenvolvimento dos trabalhos e incorporasses fui observando.Chegou o momento em que eu iria tomar uma consulta com um preto velho.Criei resistência não queria ir conversar mas ao mesmo tempo minha curiosidade era grande e resolvi que iria. (Na íntegra)


http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=3796709&tid=5244742851876172181




11/12/08
Rita ॐ
Olá Eunice... resolvi abrir um tópico só para falar sobre isso


o assunto é muito extenso e não quero monopolizar sua entrevista...


Por favor se puder responda no tópico - Evangélicos & Kardec - as perguntas que fiz...




11/12/08


Mamuska
Pois é Bia!
Já pensou se o Criador fosse usar nossas balanças para nos aquilatar?
Criamos tantas confusões e complexidades, que o bem vira mal e vice-versa.
É claro que muitos ou por ignorancia mental ou por interesses próprios, acabam criando suas próprias verdades e propagando-as, encontram outro com ideias semelhantes ou propício a aceitar qualquer explicação esdrúxula e já são dois, daí a pouco um pequeno grupo, e para uma nova 'religião' baseados nesses entendimento é um passo e algumas borocracias. Pronto já temos uma nova igreja.Aí alguém do grupo por qualquer razão vê a possibilidade de dividir, criam um segmento e em pouco tempo se expalha feito mosquito da dengue.




Agora, será que para o Criador, isso vai fazer diferença? Serão mais filhos ou menos filhos por conta de nossas trapalhadas? Creio sinceramente que não.Pois dentro de suas leis, a evolução é compulsória, e os nossos atos hoje determinantes para nosso futuro. No final das contas todos aprendem alguma coisa e crescem num ponto ou noutro, e o tempo, nosso grande aliado, se encarrega dos ajustes necessários.
Se entendermos isso, compreenderemos fatalmente, que não precisamos nos preocupar com os erros ou acertos uns dos outros, mas sim respeitá-los, para que haja paz íntima que fatalmente será propagada em nosso entorno, e auxiliará como exemplos iluminados, pois esse é o único meio legítimo que temos para auxiliar na mudança para melhorar a humanidade; mesmo porque autonomia real, só a temos sobre nós próprios.Falamos tanto em livre árbítrio, mas enxertamos nele nossas convenções e esses transgridem a pureza da liberdade do outro, quando intentamos influenciá-los propositalmente, seja sob qual argumento for. Assim a menos que nos peçam, não deveríamos impor de forma nenhuma nossa conveções uns aos outros , sob pena de estarmos infligindo a lei do arbítrio.




11/12/08
Mamuska
Entendendo que cada criatura está no lugar que lhe é devido dentro do contexto evolutivo, de suas escolhas e merecimentos, passaremos a ver as diferenças com olhos menos judiciosos, e sobrará espaço para o exercício do verdadeiro AMOR FRATERNAL, contidos no NOVO MANDAMENTO DO CRISTO. >AMAI-VOS UNS AOS OUTROS COMO EU VOS AMEI, SOMENTE ASSIM SEREIS RECONHECIDOS COMO MEUS DICÍPULOS, SE VOS AMARDES UNS AOS OUTRO COMO VOS TENHO AMADO< _É simples e claro, quem complicamos somos nós.






 11/12/08 Rita ॐ Como vc. vê e entende esse trabalho missionário da Missão Índios do Brasil?




11/12/08 Rita ॐ Aliás... pergunto à você além da evangelização doa índios... o que acha do trabalho de evangelização em geral... e de sua importância. Brigadin... não tenha pressa vá no seu tempo... esperaremos o tempo necessário ta?
















 11/12/08 Mamuska Como vc. vê e entende esse trabalho missionário da Missão Índios do Brasil? Vejo como um trabalho nobre, difícil e somente quem tem um ideal bem alicerçado, consegue passar pelo treinamento, e depois superar todas as adversidades que encontra a todo instante. Tenho familiaridade, com o trabalho do Instituto Shekinah, onde minha irmã atua como missionária a mais de 40 anos, e sempre trocamos informações. Sabemos que o primeiro e principal objetivo era a evanjelização dos homens das florestas , mas não ficou só nisso. Fazem um trabalho muito abrangente conforme poderão constatar nos sites abaixo. Vão para lá ensinar, e acabam aprendendo e depois trazem esses conhecimentos para as cidades. Todos acabam ganhando, principalmente os que se interessam por conhecer as realidades dos nossos ancestrais, visto que no Brasil, dificilmente alguém não tenha na sua árvore genealógica alguém com o pezinho numa de suas matas.


 Quanto a questão religiosa, aprendemos que todos temos um papel fundamental, no contexto Universal, que cada um já vem pra cá com sua agenda pré estabelecida. Se honram este compromisso,somam pontos positivamente, se não, queimão etapas, desmerecem as oportunidades recebidas e prestarão contas a justiça divina por isso. Hoje no Amazonas, existem muitos índios e caboclos que foram alfabetizados por minha irmã e alguns galgaram até as Universidades, e retornaram levando sua bagagem para partilhar com seus povos.Tornaram-se multiplicadores.Além disso ela é liguística, e tem uma rara capacidade para transformar sons verbalizados em grafia. . Alguém pode dizer que os índígenas deveriam ficar lá no mato, quietinhos e isolados de nós. Mas a evolução também é direito deles, que são tão cidadãos quanto nós.E acreditem, eles sabem valorizar o que recebem como aprendizados.






 http://www.mntb.org.br/index.php?option=com_content&a 








11/12/08 Mamuska Aliás... pergunto à você além da evangelização doa índios... o que acha do trabalho de evangelização em geral... e de sua importância. Existe uma passagem no NT, não sei localizar, onde Jesus afirma que O PAI não sessa de trabalahar, e Ele, JESUS, também. Sabemos que há várias gradações de espíritos no planeta Terra, em inúmeros graus de evolução, digamos idade evolutiva. Sabemos que ninguém aqui chega para passar férias, e quando ainda na Pátria Espiritual, ao nos prepararmos para o recomeço, traçamos nossas metas juntos aos nossos Tutores. E isso significa trabalho , cooperação ativa no objetivo Maior. Cada um de acordo com sua capacidade, comprometimento, tendencias, irá receber tudo o de que necessitará, para cumprir a jornada pré estabelecida. Assim, cada um irá se movimentar, onde se faça importante para o seu desenpenho junto ao seu grupo espiritual. Cabendo ali laborar, de acordo com sua capacidade. Os líderes religiosos, tanto quanto qualquer setor de atuação humanas,tem fundamental papel na evolução. Um médico é um sacerdote da medicina, por exemplo, sua função é realizar um bom trabalho. Um sacerdote da religião, tanto mais, pois terá sob sua orientação, espíritos sequiosos daquilo que este tenha para oferecer. Mesmo que seja de forma rudimentar, cada um está onde precisa. E poderá com honestidade e retidão executar um bom trabalho. Infelizmente não é sempre assim. Infelizmente também, o Bem continua tímido e o mal é sempre visto, proclamado, e 'valorizado', dando-se a idéia de ser ele um vencedor, que 'anula' os esforços dos bons


12/12/08 Rita ॐ Só para cpmpletar o assunto... o que é um trabalho de evangelização... é claro que sei que é ensinar o Evangelho como ele é realizado e a quem é direcionado....






 12/12/08 Mamuska Basicamente ensinar o evangelho e como trazer esse aprendizado para nosso dia-a-dia. Como transfomar nossos hábitos e atitudes, em ações que esteja de conforme com o que foi ensinado por Jesus. Fazendo dele(evangelho) um roteiro seguro para uma vida melhor. É orientação básica para todos os cristãos. Evidentemente isso vai acontecer,com as variações próprias das tantas interpretações. E há tantas interpretações, quantos são os graus do entendimento (ou evoluções) humanas. 12/12/08 Rita ॐ Eunice creio que não fui clara na minha pergunta... Eu quero saber a quem é ou deve ser direcionado.... isto é... Você acha que o Evangelho deveria ser ensinado à todos... a todo mundo mesmo? Índios, pagãos, ateus, descrentes... etc? Onde "buscar" os tais individuos que deverão ser Evangelizados? 12/12/08 Mamuska Rita O ser humano tem por característica natural, instintos paternais e maternais que vão além da sua prole. Assim vemos as pessoas se arvorarem de mestres gratuítos em tudo o que são questões, em todas as áreas. todos damos uma de médico, psicólogos, professores e sacerdotes. Nós mulheres numa expereincia na cozinha inventamos um novo prato, e já saímos dando a receita, porque foi bom, porque fomos elogiadas à mesa,etc. Assim aquele que se beneficiou em uma experiencia religiosa acha que deve levar aos outros suas experiencias. O ideal seria, segundo meu ponto de vista, que não fosse necessário sair evangelizando, mais sim exemplificando os grandes ensinamentos dos grandes mestres da Humanidade, e assim todos iriam aprendendo o que de melhor há para ser cultivado naturlamente entre todos. com o objetivo de se viver melhor e em paz. Isso me faz lembrar a vaca(animal sagrado para os indianos, por não terem predador e viverem pacificamente),Os homens deveriam aprender muito com os nossos irmãos menores, os animais.Bem mais não foi isso o que perguntastes.




 Meu pnt. de vista a parte, O trabalho evangelizador, tem a função de levar os conhecimentos adquiridos aos que ainda não os tem , claro. Por acreditarem ser obrigação cristã levar a tantas criaturas quanto seja possível aquilo que já conhecem e que lhes foi bom.Se é certo ou errado, não sou eu quem vai dizer, pois acredito que tudo está como deve estar, conforme as leis Naturais que nos governam. Mas já vi, inúmeros jovens receberem na evangelização, oportunidades para encontrar novos caminhos, com oportunidades melhores de vida, pois sempre recebem algo mais que a simples "palavra de DEUS",entre os indígenas há benefícios pois as cidades crescem e as florestas diminuem, e eles não poderiam ser exterminados pelo 'civilização', ou não se beneficiarem com o que podemos oferecer,. Mas há muitas tragédias por traz dessa história. assuntos para outro tema.






 12/12/08 Mamuska Você acha que o Evangelho deveria ser ensinado à todos... a todo mundo mesmo? Índios, pagãos, ateus, descrentes... etc? Acredito que cada pessoas sempre vai em busca do que lhe é necessário. Cada um irá nesta busca ao encontro do que lhe faça feliz, poderá estagiar aqui ou ali, até encontrar e até se encontrar. Mas todos deveriam ser respeitados. Há inúmeros livros sagrados que contém observações para cada tipo de mente, cada qual identificará o que lhe serve. Todos buscamos o bem. Não deve ser imposto, sob ameaças, medos, enfim o que ordinariamente a gente vê por aí. Isso é agressão, é crime como vc mesmo destacou acima. É desrespeito ao outro, é ruim e infrutífero.




 12/12/08 Rita ॐ Concordo com você... é claro que o Evangelho tem ensinamentos maravilhosos... mas não é o único caminho né? nem deverá ser imposto à ninguém... Bjs Eunice e fico grata por sua participação e atenção...




 12/12/08 ♫ WILL TOM Minha linda amiga, não tenho feito perguntas, pois tenho acompanhado as dos amigos e são as mesmas. Além disso, já fiz a minha perguntinha básica lá na comunidade do nosso amado amigo Tony. Mas continuas em meu coração, creia. Beijos de luz! 12/12/08 Rita ॐ Will nem todos leram a entrevista dela de lá... faça de novo a mesma pergunta para que possamos todos conhecê-la... Podem até copiar... num tem problema... hihihihihih 






12/12/08 Mamuska Sob tantos farois , só se pode refletir essa luz! Voces são fantásticos, e generosos, grata a todos por tanto carinho. Conheci o amigo Cumino, e estou sorvendo todo aquele compendio encarnado que ele representa. O menino é excepcional.


 Não sei se posso chamar de curso teológico da Umbanda, mas de certa forma ela sempre esteve presente em minha vida, mesmo por causa de minhas origens, mas só a pouco tempo busquei estudá-la com o maior aproveitamento que a idade nos proporciona. Sobre Magia estudei sim alguma coisa, mas só para conhecer, não tenho nada de experiencia. Das controvérsias , ainda sou apenas observadora, e não formei nenhuma opinião que possa ser exteriorizada, seria leviano de minha parte, Acho apenas que ainda vai longe e muita coisa ainda vai surgir, e principalmente surpreender a todos. Mas isso vamos aguardar e torcer para que todos possam definitivamente contribuir para o Bem da Umbanda, que são todos os que a amam. A respeito da campanha para a codificação, fico a pensar se fosse hoje, Kardec não estaria passando pela mesmas resistencias? Inovações sempre mobilizam reações diversas, e sempre desencadeiam o velho medo do desconhecido, ou dos que não gostam de mudanças, que podem significar desestagnação dos acomodados. Mas se chegou a sua hora e vez, todas as barreiras serão transpostas pelo bem da Umbanda que não é só dos encarnados, mas da Humanidade. Como disse venho estudando livros da Umbanda, e levei para meu grupo de estudo um compilado de Wanderlei da Mata, introduzindo os conhecimentos da Umbanda num grupo antes genuinamente Espírita mas com grande disposição para novos aprendizados. Como todos traziam muitas informações controvertidas, e idéias mal formadas; Começamos um estudo sistemático atraves do Edvaldo Kulcheski, "Mediunidade Sem Preconceito", que fez muito sucesso, e já estamos na segunda turma. De repente descobri que Tambores de Angola estava provocando euforias entre os leitores espíritas, aproveitei a curiosidade, e introduzimos também as obras de Robson Pinheiro. Os resultados foram excelentes.




 12/12/08 Rita ॐ Ah! Eunice... não querendo abusar e já abusando... daria para falar mais sobre esses estudos? que lindo isso !!!!!! Ah! sim mais uma perguntinha: Qual sua flor preferida?




 12/12/08 Glória Como é bom ler o que vc escreve, amiga querida. Para mim vc tb passa muita paz. O que te falta hoje? O que gostaria de ter e não tem? 13/12/08 Mamuska Acredito que todos nós aqui chegamos com um objetivo definido, uma meta a ser cumprida, mas a trajetória é traçada por nós aqui mesmo. Se ouvirmos nosso Eu interior traçarmos um paralelo com os sinais que a vida nos mostra, e se tivermos decisão firme, tudo acaba conspirando a nosso favor, e chegamos onde precisamos chegar, para cumprir o nosso objetivo Universal Mas isso é para outra hora.
.
.
Durante toda minha vida, vários conceitos religiosos, estiveram presentes de forma forte em minha vida,através pessoas que amo, foram ou são importantes para mim.E as divergencias religiosas, nunca me conveceram de que havia algo de bom e correto, e verdadeiro em cada uma. Não podia aceitar um DEUS todo Amor e misericordia,escolhendo uns e abandonando outros, por conta destas divergencias. quando menina conheci a Umbanda, e as experiencias benéficas experimentadas muito me marcaram, além do afloramento mediúnico ter se apresentado muito cedo em mim(desdobrava com facilidade, dialogava com espíritos e trazia lembranças desses eventos para a vida de relação de forma marcante),achava tudo aquilo natral, e nem comentava com ninguém, pois acreditava que com os outros era também assim. Meu pai era um dos médiuns do J. Arigó, antes dele desvituar pela fama.
.
.
 Naquele tempo só poucas pessoas o conheciam.Assim tive contato com a Doutrina Espírita cedo, mas pouco estudei a respeito,apenas guardava o que meu pai ensinava.Quanndo adulta recebi da noite para o dia uma instituição Espírta para administrar, e tive que fazer um curso intensivo. Aprendi muito a cada dia, e principalemnte sobre a tão proclamada Pureza Doutrinária, que apezar de segui-la fielmente, algo me dizia que estava incompleto no meu caminhar.Assim levei disciplinarmete minha tarefa, cuidando para que a DE, se mantivesse a contento da Federação, mas minha alma estava insatisfeita, mesmo amando a DE e respeitando-a.Da mesma forma que começou , tudo se modificou da noite para o dia e percebi ter acabo alí aquele meu compromisso.
.
.
 13/12/08 Mamuska Fiquei algum tempo sem trabalahr em lugar nenhum, quando um convite para fazer parte de um grupo holistico me chegou.Na ansiedade por trabalhar, mas ainda pisando em ovos, aceitei conhecer o grupo, e já cheguei recebendo a função de coordenadora para grupo de estudu da doutrina espírita. No final das contas, hoje o holistico que havia se desfez, e todos estudam e trabalham numa linha que não tendo outra denomiação, só posso chamar de mista, onde estudamos as obras básicas, nos pautamos por ela para nossa vivencia diária, mas conforme a própria busca dos componentes, acabamos trilhando em busca de conhecimentos dentro da Umbanda. No início confesso que me assustei, mas antes que pudesse ir em busca de material, ele me chegou às mãos de forma surpreendente.Todo o curso de Edvaldo Kulcheski, e em seguida um compilado de Alexandre da Mata, depois Alexandre Cumino, a História do nascimento da Umbanda, e tudo aquilo foi me encantando e me assustando ao mesmo tempo, até que tomei coragem e contei ao grupo.Esse demonstrou profundo interesse em aprender e partimos para o estudo.DEscobrimos logo que todos alí vinham desta busca, mas sem ter encotrado nenhum sinal verde por onde passara. E logo as manifestações de entidades da Umbanda nos brindou com belas mensagens de estímulo e incentivo, tirando-nos toda dúvida que por ventura perdurasse. Com o apoio da direção da casa, já estamos no terceiro ano nessa empreitada, e muitas experiencias fantástica. Hoje estamos empenhados na luta contra o pré-conceito entre DE e Umbanda. Mas minha bandeira pessoal é contra o preconceito entre todas as concepções religiosas,ou não, enfim pelo ECUMENISMO DOS CORAÇÕES, onde o que prevaleça seja a Criatura Humana e seu Espírito Eterno, independente de fé ou não fé.


.
.
 13/12/08 Mamuska Rita e Glória Qual sua flor preferida? Gosto de flores, todas trazem a sua beleza. .Glória obrigada, mas repito que reflito a generosidade de vossos corações Acredito ter tudo o que preciso, e até mais do que mereço, pois faço muito pouco com o tempo que as facilidades da vida me proporcionam, acho que estou sempre em dívida para com a providencia divina.
.


13/12/08 Rita ॐ . Flores para você .... . .




E gostaria muito que continuasse a contar . sobre a sua empreitada, . e sobre as muitas experiencias fantásticas.


.
.
 13/12/08 Mamuska Olá Antonio. Baiano bom tá aí viste? Alguém pode dizer que os índígenas deveriam ficar lá no mato, quietinhos e isolados de nós. . Então meu querido por muito pouco não nasci numa aldeia. Se voce deixar a cor de lado, voce enxerga a índia em mim.Sou muito parecida com minha mãe, oriunda de uma tribo de Goiás, mas mesmo tendo um constante chamado interno para as matas, não sei se gostaria de ter sido criada e passado toda minha vida por lá. Gosto muito de estar onde estou, amo o pedacinho de chão que recebi do Criador para dar temo a minha jornada, depois de viandar por várias cidades.
.
.
 * _Rsrs vamos e venhamos; adoro o conforto e comodidades proporcionados pela metrópoli. Mas acabei de aprender algo com voce neste tópico:_Estudando DE, sempre quardamos a idéia(Kardec), de que o espírito primitivo, está originariamente encarnado em povos silvículas, não é assim? Mas aprendi na experiencia mediúnica que há espíritos de elevada escol entre eles, fazendo um trabalho fatástico entre seus povos e cumprindo etapas evolutivas, missionárias. Por exemplo a história de Flexa Dourada, Pena Branca pra citar apenas dois. Também temos na Umbanda em sua história nascente, nos dá conta da presença de espíritos elevados revestidos das figuras simplórias dos pais velhos, seres de elevadas categorias, que omitem sua luminosidade para ter conosco, e trazer-nos o seu amor e cuidados.
.
.
Mamuska * _Nossa amigo António! como somos ignorantes das coisas espirituais?! Como ainda não sabemos nada de nada! E ainda nos arvoramos de proprietários da verdade não? Temos entre nós criaturas "civilizadas" que demonstram por seus atos o quão bárbaros, primitivos e atrazados são, e ficamos achando que atrazados são os irmãos das florestas! Voce tem toda a razão! _ Pronto mudei neste ponto; rsrs acabo de evoluir um tantinho mais e o mérito é seu. Obrigada amigo!-
.
.
 Mamuska E as divergencias religiosas, nunca me conveceram de que havia algo de bom e correto, e verdadeiro em cada uma. CORRIGINDO-(As divergencias religiosas nunca me convenceram.Sempre percebi que havia algo de bom e correto e verdadeiro em cada uma.) Vai postar sem reler né Eunice? desculpem-me.
.
.
 13/12/08 Mamuska Antúrios veremlhos!!!!!!!!! A flor predileta de minha mãezinha!!!!!!!! Qeue o perfume delas possam perfumar-lhe a alma sencível querida Rita! Obrigada! 
.
.
13/12/08 JACIRA Eunice querida!!! Estou adorando os seus post... como sempre muito sensata. Então me responda... Vc já teve alguma revelação sobre suas vidas passadas??? Se já teve, como foi??? Se não teve, gostaria de ter???
.
.
.
 13/12/08 carloanjos Oi, D. Eunice tá no pranchão né, lá embaixo tá cheio de TUBARÂAAAAAAo. A senhora já viu espiritos na rua, e já falou com algum ? Sabendo que era!
.
.
.
13/12/08 excluir Mamuska Jacira querida Já tive experiencias de VP sim, mais de uma vez, mas apenas uma é prudente expor em público, mas foram de extrema importancia para minha trajetória nessa existencia, e certamente refletirá nas demais. Por se tratar de situações que envolvem outras pessoas, as quais não me é possível pedir a pemissão para expô-las, vou resumir o suficiente para que tenham uma idéia:_ Minha filha mais velha é fruto de uma produção independente dos anos 60, tempo dos hippies,quando viandei por essas paragens.Mas isso durou pouco tempo e resolvi botar os pezinhos no chão pra criar a filha, e fiz isso sozinha por algum tempo. Depois entendi que toda criança tem o direito de conhecer suas origens, e tratei de resolver esta questão. Tudo caminhava a contento, quando comecei a ter sonhos horrívelmente perturbadores, onde eu agredia minha filha, acordava sempre apavorada, cheia de culpas, e durante um temo sofri muito com isso. Esses sonhos foram esparssando, mas não desapareceram de todo, a menina crescia e nossa relação apesar do carinho e respeito que nutríamos entre nós, foi ficando cada vez mais difícil. Nos amávamos mas algo nos perturbava impedindo-nos de viver plenamente esse amor.




Até que certo dia, Tivemos ambas o mesmo sonho, e quando começamos a relatar uma para a outra, ambas fizemos uma regressão e como se estivéssemos assistindo a um filme, fomos transportadas a uma época muito distante, mas pelas vestimentas, localizamos ser por volta de mil e anos atraz, em algum lugar na Espanha, e formavamos um triangulo amoroso, entre eu, ela e o seu pai, e ela havia me assassinado, depois foi morta por ele. Depois deste episódio que nos chocou muito, fomos tendo outros episódios, mas agora uma de cada vez, sem nenhum preparo proposital para isso, até que a história se completou. Após isso toda nossa vidoa mudou, nunca mais tivemos dificuldades de nos relacionar, e, descobrimos mais uma pessoa de nossas relações que fazia parte do grupo, sem que localizássemos qual foi sua posição no grupo.
.
.
13/12/08 Mamuska Com todas essas informações, pudemos rever nossas posturas diante desta vida, e firmamos propósito de nos auxiliarmos mutuamente, para ajudar a seu pai, que vive uma difícil provação, e ela tinha cortado relações com ele, isso o havia marcado de forma cruel. Assim conseguimos nos apaziguar, e unidos apesar de distantes, separados, vamos nos apoiando uns aos outro, na caminhada atual. Deste grupo tres são trabalhadores espiritualista, e o quarto finalmente abandonou seu ateismo rebelde e caminha para a espiritualização, após ter se encontrado com o espírito de sua mãe, desencarnada, e lembrado de todo o sonho. Outros episódios tem a ver com a tarefa que realizo, na seara do Amor, e não convém falar.
.
.
.
 13/12/08 Mamuska Olá carloanjos ! _Sou sua fã de carteirinha. Admiro muito tua sabedoria, tenho uma curiosidade; Este é voce mesmo? Por favor, aqui somos todos irmãos , portanto iguais, Vamos deixar as cerimonias, para quem delas fazem conta, não é mesmo? Então pra voce, apenas Eunice certo? Tem tubarãooooooooooo? Tô frita, não sei nadar! A senhora já viu espiritos na rua, e já falou com algum ? Sabendo que era! _Já aconteceu de falar com uma pessoa, que me indicava um determinado lugar onde era muito importante encontrar, mas havia me confundido com o endereço, essa pessoa vindo em sentido contrário, me olhou bem nos olhos e sorriu, um pouco antes de cruzarmos uma pela outra, o que me incentivou a solicitar ajuda. Dias depois vim a saber que aquela pessoa era uma parente de alguém que conheci, e havia falecido a alguns anos, sendo impossível tê-la encontrado então.




 _Outra vez no shoping, cruzei com uma anciã tão bonita, que me senti tentada a olhá-la mais uma vez, quando me virei, ela desapareceu na minha frente, mas deixou uma sensção muito boa e perfumada, minhas mãos e minha roupa ficou impregnada daqule perfume. _E certa vez minha filhinha estava sendo raptada, Minha velha tia apareceu na minha frente e me disse: Vá ver onde esta sua menina que ela abriu o portão e saiu pra rua. Me perguntei porque ela não tinha feito isso ao invez de me chamar, passei por ela e fui atraz da garota, que estava cerca e um quarteirão longe de casa, sendo levada pela mão por um homem desconhecido. Só bem mais tarde fui verificar, que ninguém havia visto minha tia naquele dia lá em casa. Ao ligarmos para ela, logo descobrimos que não havia saído de casa naquele dia., e morava cerca de uma hora de ônibus de onde estávamos.
.
.
 14/12/08 Rita ॐ Ai que delícia poder ler esses "causos".... que lindoooooooooooooooooo Eunice.... conta maisssssssssssssssssssssssssss


 E gostaria muito que continuasse a contar sobre a sua empreitada, . e sobre as muitas experiencias fantásticas que falou lá acima... dos seus estudos Espiritas-Umbanda....


 Tô explorando né? Mas é exploração mesmo (mas no melhor sentido tá?) Não dá pra ficar quieta e deixar essas histórias sem serem contadas não .
.
.
 14/12/08 Rita ॐ EUNICE MINHA QUERIDA... me emocionei por demais com sua conversa com o Antonio sobre os ìndios... daí que me lembrei de um tópico maravilhoso sobre o assunto que acredito que vai te emocionar às lágrimas... 




http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=64325697&tid=5235477903103101063&na=4 


Leia quando puder e faça seus comentários... Bjs Glória




 17/12/08 Adorei essa sua frase "Nada mais forte que uma idéia, cujo tempo haja chegado."  Será que é isso que está ocorrendo com a Umbanda? Vejo-a surgindo tão forte aqui por todos os lados, será que é só para mim?
.


14/12/08 Glória Nossa, fiquei aqui nos aposentos da Eunice...rsrsrsr.. quanta coisa boa de ouvir ela contar. Tomamos até chá com biscoitinhos Fiquei arrepiada com a história da tia, ela não é falecida então, estava desdobrada???? Muito interessante. 
.
.
14/12/08 Mamuska Rita Aproveita que quando chegar a sua vez eu desconto. rsrsrs! "Sempre fica o perfume nas mãos de quem oferece uma rosa!" Voces estão é me mimando, vou ficar dengosa desse jeito! Devolvo-lhes todo esse carinho com vibrações amorosas de meu coração!
.
.
.
 14/12/08 Mamuska Glória Adorei essa sua frase "Nada mais forte que uma idéia, cujo tempo haja chegado." Essa frase não é minha, mas a tenho usado muito ultimamente, foi dita por alguém famoso, lembrando o autor, eu posto, se alguém souber, por favor, me ajude.rs. Será que é isso que está ocorrendo com a Umbanda? Vejo-a surgindo tão forte aqui por todos os lados, será que é só para mim? Com a Umbanda e com muitas outras coisas, que estão chegando. Fico encatada de ver as grandes revelações começando a contecerem sob nossos narizes, muitas nem dá pra comentar, sem criar bela polemica com a turminha do contra, mas os mais senssíveis e observadores, podem notar. Tem um episódio que ocorreu no meu grupo, não o atual, mas um anterior, já tem uns cinco anos mais ou menos. Foi muito forte e revelador
.
.
._Fazíamos nossa reunião de desobsessão toda quinta-feira, e neste ano 19 de abril caiu na quinta. Como sou de ´descendencia indígena,tudo o que diz respeito a eles sempre me causa uma certa emoção. _Estávamos prontos para iniciar os trabalhos, numa casa eminentemente espírita, onde falar de caboclo e preto velho era tabú. Vejam só que eles acreditavam que só poderíamos receber um espírito com essa denominação,- pasmem-, para doutriná-lo. Assim que fizemos a prece de abertura, e faríamos um breve estudo antes, alguém bateu palmas no portão, e geralmente, não se atendia mais ninguém após o início dos trabalhos, mas naquela noite, uma força me fez levantar, e contrariando toda a disciplina da casa, fui ter com quem batia palmas; deparei com um índio pedindo mantimento para levar para seus irmãos- palavras dele. Uma forte vibarção me envolveu e emocionei até as lágrimas, fui rapidamente onde guardávamos mantimentos para formação decestas básicas e peguei automaticamente algumas coisas, entreguei ao índio, e ele me disse algumas palavras sobre ter que vir na cidade buscar socorro para seu povo, porque nós havíamos lhes tirado sua capacidade de viver apenas com o que a terra lhes oferecia.
.
.
14/12/08 Mamuska Gaguejei um pedido de perdão, e ele se foi. Voltei para a sala e o pessoal, já havia iniciado o estudo, então nada comentei, me concentrie na lição, e passamos para a segunda parte dos trabalhos. Fui encarregada de fazer a prece, então envolvi os irmãos ídígenas desencarnados, e pedindo perdão a eles por não termos sabido respeitá-los como os legítimos donos da terra, foi a primeira vez que usei a expressão Homens das Florestas, para não melindras os companheiros, já que a maioria apenas considerava-os como espíritos atrasados, aquem tínhamos que doutrinar. No final como de costume abriu-se espaço para que um ou mais mentor(es), pudese nos deixar uma mensagem, e qual não foi a surpresa, quando atravez de um médium homem, se apresentou muito emocionado, uma entidade, pedindo desculpas pela emoção, e agradecendo pela homenagem, pois havia muitos anos trabalhava como guardião dos portões de casas espíritas, e numca ninguém havia lhes dado qualquer sinal de carinho. Ou identificado sua presença.Ficamos todos de "bocas abertas", pois sabíamos dos guardiães sim mas numca imaginaríamos se tratar de espíritos índigenas. Esta revelação, foi fundamental para nós. Eu que já carregava uma lista de dúvidas, tratei de buscar material de estudo, para compreende e tirar as dúvidas. De lá para cá, não paramos mais. Hoje agradeço aquele homem que veio bater a nossa porta em horas tardias, mas em tempo para nos despertar, para as mudanças necessarias em nosso roteiro de tarefas.
.
.
 14/12/08 Mamuska Glória , que delicia de mesa! Fiquei arrepiada com a história da tia, ela não é falecida então, estava desdobrada???? Muito interessante.
.
.
 Mamuska :
_Não amiga. Minha tia era, pois já desencarnou, uma evangélica que nem tirava a roupa na frente da TV ligada,rsrs, era uma solteirona e morava num conjugado. Então sempre que a visitávamos nos divertíamos com suas manias; e essa era uma delas. Mas neste dia ela estava bem ativa, e não tinha o costume de dormir durante o dia, não saiu de casa, e esteve com outras pessoas o tempo todo. Então entendi que uma entidade, se materializou, e tomou suas características emprestadas para não me assustar, e não perder tempo em socorrer a menina, pois dali para frente, o homem poderia tomar um dos vários caminhos que tinha logo adiante, dificultando encontrá-los. Assim, contornei rapidamente a "tia" e voei para o portão, que ficava numa esquina, indo 'coincidentemente' para o mesmo caminho que eles haviam feito. Em menos de tres minutos resgatava a menina das mãos do homem, que aparentemente não era certo da cabeça. Com o susto, não lembrei na hora de perguntar pela tia, visto ser seu costume entrar, dizer um olá pra todos e em seguida ir para casa de minha irmã que era ao lado.Também por que somente eu a vi e ouvi, niguém entendeu, quando deixei o que fazia e sai literalmente correndo portão afora. Minha mãe estava ao meu lado e nada viu


.
15/12/08 carloanjos Eunice. Se entendi direiro, esta é minha careta mesma. Não é falsa breve vou tirar outras fotos. Puxa como é bom saber que não somos esquisitos, para muitos paranormais acho normais so não perdemos o elo.
.
.15/12/08 Mamuska Muda a foto não. Voce está otimo assim. Hi! é filósofo também!!!
.
16/12/08 ☆ ☆вÎą ☆ ☆ up 16/12/08 ♫ WILL TOM Eunice, linda e amada, caramba, estou eletrizado com as tuas respostas em outros tópicos... Tua sensibilidade é ímpar... Queria registrar a imensa vontade de te abraçar e de te beijar muito... Que o Criador continue te abençoando e me abençoe com a possibilidade de, um dia, realizar o desejo desse momento. Meus olhos marejam de emoção... Glória Agora vou fazer perguntinhas bem básicas. Qual a sua idade? Qual a sua altura? Qual o seu peso?(malvada né?) O que mais gosta em vc e o que menos gosta, no seu físico, de sua aparência? Podendo mudar o que faria? (físico) Já fez plástica? Teria coragem de fazer? Tem alguma tatuagem?
.
.
 17/12/08 Rita ॐ Continuem... hoje o dia foi pra lá de confuso... mas a nossa Barca continua navegando em pazzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz Tô fazendo a ronda pra ver se estão todos bem.................. Bjssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss Agora que me toquei... As duas guardiãs da Barca - Glória e Rita - estão fazendo a ronda kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
.
.
 18/12/08  Mamuska ॐ אוּאִילְטוֹן Olá meu querido! a recíproca é verdadeira. Me sinto muito bem e a vontade com todos aqui. Ésta é realmente uma comunidade surpreendente. Dá pra sentir na pele o carinho de todos por cada um. Isso é fantástico. Devemos cuidar muito bem dela pra que esta harmonia perdure para sempre. Rs , e quanto a nos avistarmos, sabemos que podemos nos abraçar on line, pois voces conseguem transmitir exatamente o que sentem e eu recebo aqui o carinho de voces que sempre me emociona. Retribuo-os multiplicado. 18/12/08 Mamuska Glória Ufa! té que enfim um tempinho pra relaxar e falar com meus amigos preferidos! Agora vou fazer perguntinhas bem básicas. Qual a sua idade? Mais de meio século ! Qual a sua altura? Engraçado, Sempre fui a mais alta das irmãs. Tinha até apelidos por isso. Hoje minha filha adolescente está 5 cm. mais alta que eu. Tenho 1,77cm, Acho que as p´roximas gerações as mulheres serão muito altas. Qual o seu peso?(malvada né?) Jé cheguei a pesar 98 kg, mas hoje estou com 74, estou muito ativa, e faço caminhadas matinais, isso é ótimo. O que mais gosta em vc e o que menos gosta, no seu físico, de sua aparência? Não tenho problema com meu físico. Mas gosto muito de minhas mãos, são ferramentas perfeitas. Apenas cuido pra menter a saúde, quero vencer o prazo de validade na ativa. Podendo mudar o que faria? (físico) Acho que nada. Está tudo perfeito como deve ser. Quando era criança, não gostava de me ver no espelho, pois não me reconhecia, achava-me completamente extranha, o que eu era no pensamento e minha aprencia física, minha cor, não me aceitava. Mas numa regressão, descobri a razão, e acabei agradecendo a Deus, por me proporcionar oportunidade de resgate na pele de uma negra que eu tanto desprezei num passado não muito distante e ter recebido por pais uma índia e um descendente de escravos africanos. Hoje amo meu corpo e cuido dele agradecida. Já fez plástica? Teria coragem de fazer? Olha nem faria. Assisti a muitas plásticas, e acho horrível se submeter a uma agressão violenta enfrentar uma cirurgica apenas por vaidade. Mas não condeno quem pensa diferente. Cada um sabe de si. Tem alguma tatuagem? Não. Penso que se fosse pra gente ter marcas, já nasceríamos com elas. Até acho muito bonito certos trabalhos dos Tatuadores, verdadeiras obras de arte, Mas siceramente apreciaria muito mais numa tela. 19/12/08 Rita ॐ Euniceeeeeeeee quando puder dá uma passadinha lá no tópico La Barca - a saga continua... em especial as últimas postagens... 06/03/09 JACIRA PARA VC COM CARINHO...
.


 Que os anos que se somam à sua vida não sejam um peso, mas sim que façam parte de uma infinita conta de novas experiências que te fazem crescer e aprender a viver cada vez melhor.   ♥LINDAS MENSAGENS PARA AMIGOS♥
.
.
07/03/09 Rita ॐ Euniceeeeeeeeeeeee Feliz Aniversárioooooooooooooooo bjssssssssssssssssssss
.
.
.
 Fonte: Barca para Avalon Veja mais aqui

2 comentários:

Meros Emilay disse...

Oi, realmente vc diz coisas muito certas. Sabe gostari que muitas pessoas lessem e entendenssem que a aparência não é tudo. Eu falo por mim própria pois sou cadeirante e sofro todo tipo de preconceito, começando até mesmo dentro de casa. Isso dói e as vezes dá vontade de desistir de tudo.Mas quando isso acontece peço a Deus, mesmo no meio de lágrimas que md dê forças. Bjos, sou sua seguidora, meu link é: http://merosemilay.blogspot.com

Eunice disse...

Devo dizer que amei a sua visita e seus comentários.
Fui criada por uma deficiente visual; E muitas vezes tentei fazer barganha com Deus, trocando um dos meus olhos com ela, pra que ela pudesse voltar a enxergar. Eu sofria muito com isto. Mas minha mãe foi fantástica. Era ela quem dava noticias de cada coisa dentro de casa, e criou os 12 filhos como a melhor mãe e dona de casa que já tive noticias. Sempre foi alegre e positiva, Era ela quem nos "jogava" pra cima, se estávamos tristes ou deprimidos, nos mostrando que quando temos uma dificuldade, uma deficiencia, outros pontos nos são enaltecidos, nos fortalecendo para a nossa jornada terrena. E era verdade. A vida é um eterno laboratório onde podemos aprender a surpreender quem nos rodeia.
Aprendi que a maior deficiencia é a dos corações que não sabem amar os diferentes.
Um forte abraço menina.
Vou visitar-te.
Bjos!