terça-feira, 30 de agosto de 2011

Reféns da própria hipocrisia, nos defendemos enterrando as cabeças na areia da falsa moral





Por Mamuska

Eu cá, fico sempre boquiaberta com as consequencias das atitudes geradas pelos preconceitos em nosso país. Seja ele de que modalidade for, sempre resulta em sofrimentos de um lado e crimes do outro.

Na verdade, acredito que haja sofrimento dos dois lados, porque não posso conceber um ser feliz ou satisfeito consigo mesmo,por ter cometido uma violencia contra seu semelhante.Eu não acredito no homem mal, mas como enfermo.

Justamente os seres que detem o mais alto grau de inteligencia de todas as espécias viventes sobre a Terra, é exatamente o homem quem arma sua mão e lavanta o braço contra seu semelhante.

As mãos!
A ferramenta mais perfeita que o Creador nos proporcionou;
Ja parou pra pensar o quanto  de funcionalidade tem suas mãos?

Bem, mas não vamos fugir do tema.

O que me incomoda hoje é ter deparado com mais noticias de agressões violentas contra a integridade física de um homem, simplesmente por que o agressor pensou estar diante de um homossexual.
Errou.
Não era , mas isso só foi concluído após a agressão.

Quão estúpido pode ser um ser humano movido pela irracionalidade!

Fico me perguntando, numa  tentativa de entender de forma empática, que  extranho sentimento é este, que capacita um jovem, na flor da idade a ferir outro simplesmente por não concordar com sua vida sexual; seja opção, (que não concordo com esta definição), ou imposição, ninguém deveria ferir outro por ser assim ou assado!

Quero dizer; não vejo como nem porque, uma condição íntima pode definitivamente ferir outra pessoa, desconhecida, e com a qual, não haja  a menor possibilidade de vir a me relacionar.

Não é passional, não é vingança, não há nenhuma motivação coerente, isto é; o agressor, não foi molestado, e certamente  me passaria despercebido não fosse a agressão.

Vivemos num país democrático, religioso,e onde se luta sempre pela manutenção da liberdade individual.
 Todos querem ser livres, para ir, ou vir, fazer ou deixar de fazer, claro dentro das regras que regulam nossa sociedade.

Por outro lado a humanidade sempre conviveu com a diversidade sexual, sendo que chegou mesmo a ‘fabricá-la’, no caso dos eununcos.

Vivemos como nunca os benefícios dos avanços tecnológicos, que nos permite como nunca antes o acesso a informações, ao emponderamento pelo conhecimento.
E são exatamente os jovens na atualidade quem mais se beneficiam deles.


Essa geração de jovens que temos hoje, são descendentes da geração da geração da “PAZ e AMOR”, dos anos  60, onde a liberdade pautou as vivencias dos então jovens daquela época.

Sabemos que herdamos os benefícios e os malefícios desta época, como o uso indiscriminado das drogas consideradas ilícitas, coisa que parece mesmo fora de controle.

Mas tambem temos o lado bom, pois essa geração, era amante da Natureza e protegia a vida. Sabemos que os pais sempre influenciam seus filhos, seja pelos exemplos, seja oralmente, enfim, dificilmente entendo eu, poderemos ver pais passando aos seus filhos informações que possam vir trazer sofrimentos não só aos seus filhos, como para filhos  dos outros.
Não filhos e netos da geração da “PAZ e AMOR”!

Nestes anos, desde minha juventude , tenho visto serem derrubado os muros que impediam por exemplo os então conhecidos “retardados mentais”, que na minha infancia vi como seres segregados do lado social da familia, muitos até mesmo vivendo a parte em cômodos nos fundos da casa, quando não no quintal, identico aos cachorros da familia,  impedidos de  conviverem de forma  humanamente digna, dentro da propria familia, quando não eram deixados a mercê das instituições publicas os então famosos “Asilos de Bobos”.Não foram raras  as vezes em que ouvi a frase: "Internar num Asili de Bobos, levar para o Asilo de Bobos, que geralmente ficavam sob os dominios de freiras católicas.


Quem nunca ouvir essa expressão¿ Uma familia que tivesse a ‘sorte’ de receber em seu seio um individuo com alguma caracteristica diferenciadora, erra praticamente exonerado da sociedade, e os filhos ‘sãos’, teriam problemas para conseguir casamentos, por receio de vir a ter um caso na futura prole.
 Escolas nem pensar! Como eram tratados dentros dos asilos? Não tenho idéia!

Graças a Deus isso hoje é passado, e me sinto até meio bisonha descrevendo isso, mas tenho muitas  histórias desse tipo pra contar; seus personagens hoje certamente já se libertaram desse mundo cruel. .

Hoje vemos esses individuos participando da familia de uma forma mais digna e humanizada, sendo que até mesmo a forma como são designados foi cuidadosamente modificada, para não ferir.Hoje compôe a população dos portadores das necessidades especiais, com politicas proprias e adequadas as suas condições.

Assim, de bôbos, retardados, doentes mentais, transformaram-se em filhos especiais, e as familias demonstram imenso carinho por eles, que em muitos casos não deixam nada a desejar dos chamdos seres ‘normais’. Figuram nas obras literárias (Ninguém é Uma Ilha), e nas paparicações midiáticas (A filha do Romária, A filha (o) de Camila Pitanga), (O filho de Roberto Carlos)só pra citar alguns. Ao ponto de se cogitar o que é ser normal.

Minha convivencia com pessoas especiais, tratadas com dignidade , amor e carinho, respeito e dedicação, me mostrou o quanto são generosas, inteligentes.
Suas aparentes restrições, são superadas ao ponto de  terem espaço garantido no mercado de trabalho.

 As ONGs e associações de inclusões dos “Humanos  Diferentes”, proliferam e são vistas como  cartões de visita por quem deseja aparecer publicamente como alguém em quem se possa e deva confiar. Assim, vemos personalidades ganhando pontos por terem seus nomes nos quadros de honra desse tipo de instituição. O bom é que os associados, se beneficiam com as doações. O ruim; bem, esse é outro assunto.

O que tem isso tudo a ver com o problema da violencia Homofóbica? _ Bom, se fizermos uma pesquisa, vamos encontrar inúmeros personagens na história da humanidade, que ou foram (por já terem falecidos), ou são (por estarem vivos), homossexuais, apupados pelo mundo afora, paparicados, aclamados, assediados pela mídia, onde a sua condição de homossexual, parece não ter impedido seus fãs de os ‘amarem’.

Porque que o homossexual cidadão comum,produtivo, contribuinte, integrado no contexto social, independente e auto suficiente,  tem que sofrer perseguição e violencias, ao ponto de não poder circular pelos locais publicos sem sofrer ataques raivosos de jovens que alucinados, os barbarizam?

Isso é tão irracional, tão hipócrita, que somente consigo pensar como justificativa numa nova modalidade da patologia das fobias. Alguns insistem em usar questões  religiosas como pano de fundo, que justifiquem tanta insanidade, mas tenho quase certeza de que nem  eles mesmos creem no que afirmam; e sabem que denigrem e desqualificam a sua crença religiosa quando a usa de forma indevida, pra tentar apoiar sua propria loucura.

Afinal quem não sabe que a religião tem a função precípua de tornar a criatura humana melhor, condição 'sin ne quá non' para ligá-la ao Creador?

E que nenhum ser humano no uso de sua perfeita razão pode concordar que tem nas mãos o direito sobre a vida e ou integridade de um seu semelhante.
 Não um cristão de verdade!
Nem de outra crença qualquer, pois que todos se assemelham nos seus fundamentos  básicos!

Antigamente também se recolhiam os chamados loucos ou dementes, tidos como perigosos a sua permanencia no convivio social.

Hoje isso também mudou, mas os verdadeiros loucos estão quem sabe na mesa ao lado da nossa no mesmo restaurante, ou no banco ao lado do metrô ou do ônibus,  na mesma calçada ou no mesmo espaço cultural em que frequentamos, num show, ou numa feira.

 E o pior; não é a nossa conduta que define a nossa sexualidade, mas sim a intuição, o olhar do nosso possível agressor.
Voce reparou na mudança do tempo verbal?
Pois é.
Hoje isso não faz diferença.


Veja noticia AQUI 







Sabe porque?

Porque qualquer um de nós podemos receber um golpe , ou ser espancado até à morte

  

a  qualquer momento, em qualquer lugar, simplesmente porque um maluco alucinado
_ (leia psicopata travestido de gente normal) _entendeu que voce parece ser um homossexual, uma lésbica.

O que isso significa?
Para mim fica claro como um “Céu de Brigadeiro”
Dá pra definir qual é a condição sexual deste jovem?
Alguém 'conseguiu' e o resultado é este; hematomas, e escoriações, além de ferimento na sua dignidade.




;

A sociedade precisa acordar para a realidade de que nos tornamos reféns da “NOSSA” propria hipocrisia.

l
Um pai sair com seu filho, e externar um gesto de carinho, pode ser fatal; um louco pode  tentar lhe comer a orellha; Mas  também há registro de casos onde mãe e filha foram definidas como um casal de lésbica e foram agredidas.






Uma sociedade vivendo a "Sindrome do Avestruz"

Enterramos as nossas "cabeças cristãs" nas areias da falsidade e do egoísmo, da mesma forma que nossos antepassados fizeram com as suas crianças especiais, com os seus deficientes visuais, com seus epilépticos ou com os portadores de tetraplegias; com as mulheres, com os indigenas e com os negros, tudo em nome de uma moral e bons costumes. (Bons???).

Somos conhecidos como uma nação ‘cristã’, que se comove diante de uma grande tragédia, mas não reparamos as pequenas tragégias  que ‘promovemos’ por omissão ou por concordancia, por indolencia ou por cumplicidade e que diariamente se abatem sobre pequenos núcleos familiares, que tem  seus filhos covardemente agredidos , assassinados,violentados em seus direitos de cidadãos, de seres humanos, simplesmente por motivos torpes de uma juventude sem limites, que se transformam em verdadeiros monstros.

Confira esta noticia AQUI
 Fico cá a pensar, como reagirá um jovem desses que no futuro receba em seus braços paternos um filho ou filha cuja sexualidade lhes contrarie, ou que descubra ser  a condição de um seu irmão, ou primo, ou sobrinho?

Se voce que me lê discorda de minhas palavras, leia nos links das fotos, os arigos de referencias  e reflita honestamente.








São apenas quatro exemplos das centenas de ocorrências registradas pela mídia todos os dias, mas na próxima poderá ser você a figurar numa dessas páginas!






4 comentários:

Rita Candeu disse...

Enterramos as nossas "cabeças cristãs" nas areias da falsidade e do egoísmo, da mesma forma que nossos antepassados fizeram com as suas crianças especiais, com os seus deficientes visuais, com seus epilépticos ou com os portadores de tetraplegias; com as mulheres, com os indigenas e com os negros, tudo em nome de uma moral e bons costumes. (Bons???).(Mamuska)

aqui vc. escreveu tudo rsrsrsrs

mas não são apenas jovens homofóbicos que atacam
talvez esses o façam fisicamente no meio da rua
mas a homofobia vem de berço
ela foi inculcada desde a infância - é o que penso

etc e tal disse...

A liberdade é um bem tão precioso que querem roubar até a alheia.
A hipocria humana somada a religião distorcida, não aceita o diferente... Este é sempre tratado como maldição da qual é necessario o exterminio imediato, sempre sobre o pretexto de preservar o que eles acham ser o certo apoiado na biblia. Lamentável.

Simone.

Eunice disse...

Rita Candeu -
Por isto é que questiono: É esta a herança que os pais estão deixando como disciplina e formas de condutascristãs aos seus filhos? Na verdade não culpo simplesmente os jovens, pois eles são fruto cultivado em lares pressupostamente cristãos. Mas essa cristandade tem ficado retida dentro das paredes dos templos de pedra, nos louvores exacerbados que deve deixar engulhados de Jesus ao diabo, porque nenhuma dessas atitudes espelha o que se espera de um verdadeiro seguidor do Cristo

Eunice disse...

etc e tal...
E com isso nos perguntamos: Onde está o ristianismo pregado pelo Cristo,cujo único ato considerado violento foi o ataque de furia contra os mercadores do tempo; porém nenhuma agressão contra as pessoas ali foi registrado.
E também não instituiu nenuma criatura como juízes do seus irmãos. Concluímos com isso que das duas uma: Ou estamos diante da mais expressão do anti-Cristo, ou ninguém destes entenderam de fato a pacificadora missão do Messias!

Obriga por sua visita e participação!